Prevenir é a melhor forma de salvar vidas

O Abril Verde se tornou uma data muito importante para aqueles que se preocupam com a segurança do trabalho. Afinal, é um mês que busca sensibilizar a todos para a reflexão e elaboração de métodos de prevenção contra as doenças e os acidentes originários da execução das funções no trabalho.

A finalidade dessa data é proporcionar um tempo para que pensemos no bem-estar e em melhores condições laborais para os trabalhadores.

O que é o Abril Verde?

Trata-se de um programa com participação espontânea da população, criado com o intuito de elaborar uma nova cultura de redução e eliminação de acidentes no trabalho e doenças ocupacionais.

O movimento é caracterizado no calendário nacional com o laço da cor verde, que corresponde à Segurança no Trabalho. Por isso, o mês de abril deve ser celebrado como a data específica para aprimorar as relações e a proteção de todos os membros no ambiente laboral.

Como o movimento surgiu?

A Organização Internacional do Trabalho estabeleceu, em 28 de abril de 2003, o Dia Mundial da Segurança e Saúde do Trabalho, devido a um acidente grave que aconteceu em Virgínia, Estados Unidos, em 1969, provocando a morte de 78 funcionários.

Com isso, o Brasil começou a utilizar, em 2005, o mesmo dia para sinalizar o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças Ocupacionais, por meio da Lei nº 11.121/2005. Além disso, há o dia 7 de abril, que representa o Dia Mundial da Saúde.

Por esse motivo, o mês de abril é ideal para refletirmos a respeito dos cuidados com o bem-estar, a saúde e a qualidade de vida de todos os trabalhadores.

Quais são os objetivos do Abril Verde?

Entre as principais finalidades do programa, estão:

mensurar os riscos;

engajar a sociedade;

conscientizar a população a respeito da saúde e segurança no trabalho;

estimular a cultura de prevenção;

analisar os indivíduos dentro e fora do local de trabalho;

refletir sobre a responsabilidade de empresas e gestores;

promover ações.

Qual é a importância do movimento?

Os dados disponibilizados em 2014 foram de, em média, 700 mil acidentes no ambiente laboral no país, gerando mais de 2.700 mortes e 250 mil afastamentos superiores a 15 dias. Dessa forma, é dever de todos se conscientizar e se engajar em relação aos objetivos do Abril Verde.