A concentração de pessoas em ambientes fechados e o tempo frio e chuvoso, favorecem a circulação de diversos tipos de vírus respiratórios. Além das conhecidas doenças como gripe e resfriado, neste ano tem se ouvido muito falar no novo CORONAVIRUS, uma doença que vem se espalhando pelo mundo, de uma forma assustadora, sendo considerada uma possível pandemia.

Mas o que o CORONAVIRUS?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infectam com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus.

Quais são os sintomas do coronavírus?

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença.

Os principais são sintomas conhecidos até o momento são:

Febre.

Tosse.

Dificuldade para respirar.

Dores no corpo

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. A melhor maneira de se evitar a propagação da doença é praticando uma boa higiene. Dicas simples podem fazer muita diferença. Veja quais são:

Como as mãos são responsáveis por boa parte das contaminações, aconselha-se lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

Evitar contato próximo com pessoas doentes.

Ficar em casa quando estiver doente.

Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Pessoas que apresentam sintomas de gripe devem procurar o serviço de saúde mais próximo e não tomar medicamentos por conta própria, como os antigripais. A automedicação pode mascarar sintomas, contribuindo para o agravamento da doença e dificultar o diagnóstico, que deve ser feito por um médico.

Lembre-se, você pode espalhar a gripe por até sete dias depois de ter ficado doente, portanto, tenha cuidado mesmo depois que a maior parte dos sintomas tiver desaparecido.

Em caso de dúvidas acesse saúde.gov.br ou ligue da ouvidoria do Ministério da Saúde no 136.

 

Na Preserves

Sempre atentos aos acontecimentos, a Preserves decidiu realizar uma campanha para levar informação aos colaboradores. Cartilhas orientando sobre o novo vírus e com informações de como prevenir serão entregues, rodas de conversas sobre o assunto acontecerão em todas as frentes de serviço. Além disso, dispensers de ÁLCOOL EM GEL serão instalados em locais de grande circulação dos colaboradores para uso.