O uso de EPIs

 

Segundo dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, a cada 47 segundos, um trabalhador se acidenta no país. Entre 2012 e 2016, foram quase 3,5 milhões de casos registrados. Essas questões poderiam ter sido evitadas ou minimizadas por meio do uso correto de EPI (Equipamento de Proteção Individual).

Qual a importância do uso de EPI?

Garantir a integridade e a saúde do trabalhador

Por meio dos EPIs, a empresa vai garantir que seu funcionário termine sua jornada de trabalho e volte para casa sem complicações, sequelas ou danos à sua saúde. Esses equipamentos também protegem o trabalhador de doenças ocupacionais que poderiam reduzir sua capacidade funcional durante ou após o período em que está na ativa. Quando o profissional usa os EPIs, ele está evitando riscos à sua saúde e contribuindo para a própria segurança e qualidade de vida.

É obrigação dos supervisores e da empresa garantir que os profissionais façam o uso adequado dos equipamentos de proteção individual. Os EPIs devem ser utilizados durante todo o expediente de trabalho, seguindo todas as determinações da organização.

No entanto, para que tais iniciativas funcionem, é preciso ter sempre colaboradores empenhados em querer se proteger e, para isso, é preciso entender a importância do uso correto dos EPIs fornecidos pela empresa.

Quem deve utilizar os EPIs?

Nem todos os funcionários precisam utilizar o EPI obrigatoriamente, pois nem todos os cargos oferecem riscos diretos aos trabalhadores. Por isso, os EPIs são necessários para todas as atividades que imprimam riscos diretos de acidentes, para avaliar quem deve fazer uso de EPI é realizada uma avaliação pelo setor de segurança do trabalho, que identifica as áreas e funções que necessitam o uso.

Em geral os EPIs são compostos por óculos, protetores auriculares, máscaras, mangotes, capacetes, luvas, botas, cintos de segurança, protetor solar e outros itens de proteção, que são muito utilizados nas nossas frentes de serviço.

Nossos colaboradores recebem seu kit de EPIs, assim que adentram ao quadro de funcionários da empresa. Cada kit é elaborado de acordo com a função e feita a orientação quanto ao uso.

Você Sabia?

Existem Normas Regulamentadoras quanto ao fornecimento e ao uso dos equipamentos de proteção individuais, mais conhecidas como NR6. Abaixo listamos algumas:

Item 6.6 da NR 6

6.6 Responsabilidades do empregador.

6.6.1 Cabe ao empregador quanto ao EPI:

  1. a) adquirir o adequado ao risco de cada atividade;
  2. b) exigir seu uso;
  3. c) fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;
  4. d) orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;

 

Item 6.7.1 da NR 6

6.7.1 Cabe ao empregado quanto ao EPI:

  1. a) usar, utilizando-o apenas para a finalidade a que se destina;
  2. b) responsabilizar-se pela guarda e conservação;
  3. c) comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso; e,
  4. d) cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado.

 

TUDO NA VIDA TEM ALGUM RISCO

Devemos nos esforçar para nos defender deles e voltar para as pessoas que nos amam sempre intactos e felizes! O trabalho não foi criado para gerar doenças e sofrimento.

Vamos fazer do nosso ambiente de trabalho um lugar mais seguro e harmonioso. Que tal contagiar a todos com a prevenção! Todos ganham com um ambiente mais seguro!

Clique aqui e conheça nossa CARTILHA DE SEGURANÇA